GOIÂNIA

RJ: capital vacina menos da metade das crianças esperadas nos postos

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
© Tânia Rêgo/Agência Brasil


A cidade do Rio de Janeiro vacinou, contra a covid-19, menos da metade das crianças de 5 a 11 anos esperadas nos postos.

De acordo com dados disponíveis no Painel Rio Covid-19, da prefeitura da cidade, 44,6% das 560,2 mil crianças nessa faixa etária foram vacinadas.

Atualizados nesta terça-feira (8), os dados mostram que 249.801 crianças foram vacinadas na cidade e que 310.426 ainda não receberam o imunizante. O cronograma por faixa etária, previsto pela prefeitura, termina nesta terça-feira, com a vacinação de meninos de 5 anos. A partir de amanhã (9) começa a repescagem para todas as crianças com 5 anos ou mais.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) diz que tem reforçado constantemente a importância de os pais levarem os filhos para serem imunizados contra covid-19. De acordo com a SMS, a partir de amanhã (9), toda a população com 5 anos ou mais poderá se vacinar. A repescagem será permanente.

Para incentivar a adesão à vacinação, a secretaria entrega a cada criança vacinada um “certificado de coragem”. Algumas unidades ainda foram decoradas e promoveram atividades lúdicas para atrair o público infantil, criando um ambiente agradável e acolhedor, acrescentou a secretaria.

Vacinação infantil contra a covid-19 de crianças de 10 anos ou mais, no Planetário, no bairro da Gávea, zona sul da cidade. Vacinação infantil contra a covid-19 de crianças de 10 anos ou mais, no Planetário, no bairro da Gávea, zona sul da cidade.

Cada criança vacinada recebe o certificado de coragem – Tânia Rêgo/Agência Brasil
LEIA TAMBÉM  Com baixa cobertura, vacinação contra gripe segue em São Paulo

Além disso, a SMS diz que, em ação conjunta, as secretarias municipais de Saúde e de Educação do Rio de Janeiro farão a busca ativa das crianças que, por algum motivo, ainda não se vacinaram. A vacinação será agendada em cada escola durante todo o mês de fevereiro.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS