GOIÂNIA

RJ: com o cancelamento do carnaval de rua, ambulantes terão auxílio

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Os vendedores ambulantes que trabalhariam no carnaval de rua da cidade do Rio de Janeiro irão receber um auxílio de R$ 500, a ser pago em cota única no dia 18 de fevereiro.

O anúncio foi feito hoje (4) pela prefeitura e tem como objetivo complementar a renda desses trabalhadores informais, após o cancelamento dos festejos pelo segundo ano seguido, devido à pandemia de covid-19.

De acordo com o prefeito, Eduardo Paes, serão beneficiados mais de 9 mil ambulantes da cidade.

“O carnaval de rua começa sempre bem antes. Existe toda uma cadeia produtiva que depende do carnaval. O que buscamos foi construir alternativas para essa cadeia produtiva. Há uma quantidade muito grande de pessoas que vão deixar de trabalhar nesse período e que, por consequência disso, deixarão de ter uma renda extra. Este programa, elaborado pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico e Fazenda busca dar um auxílio da Prefeitura para essas pessoas”.

Poderão acessar o auxílio os ambulantes cadastrados no Carnaval de 2020 que, segundo a Riotur, somam 9.262 pessoas. De acordo com a prefeitura, os interessados devem acessar o site www.carioca.rio a partir de quarta-feira (9) e informar o CPF, para saber se têm direito ao benefício. Quem estiver apto, deve fazer um cadastro até o dia 17 de fevereiro.

LEIA TAMBÉM  PIB deve crescer 1,8% este ano, prevê Ipea

O secretários de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação, Chicão Bulhões, destacou que o programa Auxílio Ambulante Carnaval de Rua vai ajudar a diminuir os impactos econômicos da pandemia na cidade.

“O carnaval do Rio, além do seu imenso valor cultural e histórico, também é um vetor de desenvolvimento econômico da cidade, movimentando a economia e gerando trabalho e renda para milhares de pessoas. Com o cancelamento dos blocos de ruas neste ano, milhares de trabalhadores deixarão de ter a renda desse período”.

A prefeitura informou que no carnaval de 2020, o último realizado na cidade, foram movimentados mais de R$ 4 bilhões, com a presença de dois milhões de turistas. Os ambulantes trabalham em mais de 600 desfiles, de cerca de 500 blocos autorizados.

No ano passado, o programa Auxílio Carioca destinou cerca de R$ 93 milhões para 670 mil pessoas, entre famílias em estado de vulnerabilidade social, beneficiárias do Programa Cartão Família Carioca, ambulantes, auxiliares de ambulantes e famílias que recebem o Cartão Merenda. O secretário de Fazenda, Pedro Paulo, explica que o Auxílio Ambulante usará a mesma plataforma.

LEIA TAMBÉM  Sancionada lei que devolve PIS/Cofins cobrado na conta de luz

“O processo para o auxílio ao ambulante do carnaval deste ano é basicamente o mesmo que fizemos com o Auxílio Carioca quando disponibilizamos uma plataforma para que fizessem um cadastro e um cartão digital para que pudessem fazer o saque. E isso deu certo. Basicamente, vamos usar o mesmo sistema agora. É simples e rápido”.

Edição: Denise Griesinger

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS