GOIÂNIA

Programa reduz criminalidade no Jacarezinho, diz governo do Rio

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
© REUTERS/Alexandre Loureiro/Direitos reservados


Os registros de roubos de rua caíram 65% nos bairros do entorno da comunidade do Jacarezinho, na zona norte do Rio de Janeiro, após o início do Programa Cidade Integrada do governo do estado.

O programa começou no dia 19 de janeiro com a retomada do território por 1300 agentes de segurança, sendo 800 policiais militares e 500 policiais civis, e resultou em 38 prisões. No período de 1º a 18 de janeiro foram registrados 57 casos de roubos. O número recuou para 20 registros entre os dias 19 e 31 de janeiro.

Os roubos de veículos na região tiveram queda de 38%, saindo de 21 casos no período de 1º a 18 de janeiro para 13 registros no 19 a 31 do mesmo mês. Os dados foram informados hoje (4) pelo governador do Rio, Cláudio Castro, ao apresentar o balanço dos primeiros 15 dias do programa, que, além do Jacarezinho, começou na comunidade da Muzema, zona oeste da cidade. “O ISP [Instituto de Segurança Pública do Rio] está medindo semana a semana para que a gente possa dar transparência para a sociedade”, disse.

Castro disse que não quer cometer os mesmos erros do programa de Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) e destacou que o programa não está restrito à segurança pública. Ele ressaltou que o Cidade Integrada será estendido a outras comunidades quando estiver 100% implantado no Jacarezinho e na Muzema.

“Esse não é um projeto de segurança pública, não é um projeto de pacificação. É um projeto de retomada de território e futuramente de entrega deste território para quem é o verdadeiro dono, que é a comunidade. Esse território não é do traficante, não é do miliciano, mas também não é da polícia. O território é das pessoas que vivem naquelas localidades. É para isso que o governo do estado está se dedicando tanto. Para que esse território, que deixou de ser deles e ficou abandonado pelo poder público, volte a ser tratado com o respeito que merece.”

LEIA TAMBÉM  Mortes violentas caem 6% no Brasil em 2021, aponta anuário

“O programa é sério e não tem traficante, não tem miliciano que vai fazer a gente dar um passo atrás.”

Limpeza

Ainda conforme o governador, foram recolhidas 700 toneladas de resíduos na limpeza dos rios Jacaré e Salgado, no Jacarezinho. Segundo ele, a maior parte do material não é lixo, mas entulho de obras de empresas que fazem o descarte nos rios. “Não é lixo. É entulho de empresas, que, infelizmente, pagam para traficantes e milicianos fazerem bota-fora de obras. Isso é entulho de obras”, disse.

O governador defendeu a realização de trabalho sério do governo fluminense, junto com o Tribunal de Justiça do Estado do Rio e do Ministério Público para identificar as empresas.

Documentos

Desde o início do programa já foram realizados 4 mil atendimentos no Jacarezinho e 1300 na Muzema, dentro do programa RJ para Todos, com emissão gratuita de documentos, como carteira de trabalho, cadastro no balcão de empregos, orientações sobre saúde bucal, corte de cabelo e cadastramento inicial para o processo de regulamentação fundiária.

As próximas ações para atendimentos vão ocorrer amanhã (5) e nos dias 12 e 19 deste mês.

De acordo com o governador, a regularização fundiária tem maior urgência na comunidade da Muzema, onde cerca de 3 mil a 5 mil famílias devem ter o processo concluído. Lá, a milícia comanda a construção irregular de imóveis. “Enquanto não acabarmos isso de vez, não saímos lá de dentro. As pessoas precisam ter o seu próprio imóvel. A maioria delas pagou caro e ficam lá dependendo da milícia”, disse.

Saneamento

Castro agradeceu às concessionárias Águas do Rio, no Jacarezinho, e Iguá, na Muzema, pelo adiantamento em cinco anos no calendário previsto de investimentos para saneamento e abastecimento de água das comunidades. As obras já começaram e quase 500 famílias voltaram a ter água com a desobstrução das canalizações. Além disso, já começou a ser feita a limpeza de redes de esgoto no Jacarezinho.

LEIA TAMBÉM  Ministério da Justiça deflagra nona fase da Operação Luz na Infância

Parceria

Castro ressaltou a parceria com o prefeito do Rio, Eduardo Paes, que tem, segundo disse, colocado vários órgãos da administração municipal à disposição para realização de serviços nas duas comunidades. 

“A prefeitura entrou muito forte em todos os programas, principalmente com a Comlurb e a Secretaria de Conservação. Já tiramos toneladas e toneladas de lixo, voltou a ter roçada, voltou a consertar. Isso é que é integração mesmo”, afirmou, acrescentando que em 15 dias a prefeitura já consertou 600 buracos em 125 ruas, fez a limpeza de 135 caixas de ralo, além de 15 instalações de grelhas e de tampões em 14 ruas, que vai permitir o escoamento da água em temporais e reduzir as enchentes provocadas por chuva forte.

Mulher

Depois do balanço feito pelo governador, o secretário de estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Matheus Quintal, apresentou o programa Desenvolve Mulher, que faz parte do Cidade Integrada.

O programa vai oferecer capacitação profissional para 6 mil mulheres chefes de família de comunidades com idades entre 16 e 30 anos. No Jacarezinho e na Muzema serão 2 mil. Segundo o secretário, o investimento inicial do programa é de R$ 34 milhões, sendo mais de R$ 20 milhões nas duas comunidades.

No final dos cursos, as mulheres terão linhas de crédito para abrir seus negócios, nos locais onde moram. As aulas começam em 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS