GOIÂNIA

Proposta de combate à violência contra Profissionais da Educação pode virar lei em Aparecida de Goiânia

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia, 23/02/2021. De autoria do vereador Zé Filho (PSDB), tramita na Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia o Projeto de Lei Nº 025/21, que institui medidas para promover à segurança, à prevenção, à proteção e o combate à violência contra Profissionais da Educação no município de Aparecida de Goiânia.

A matéria diz que caberá a Administração Municipal estimular e promover atividades de reflexão e análise da violência contra os profissionais; adotar medidas preventivas e corretivas para situações em que a violência de fato seja cometida ou esteja em vias de acontecer; estabelecer, em parceria com a comunidade escolar, normas de segurança, prevenção e proteção de seus educadores; motivar os discentes a participar das decisões disciplinares da instituição sobre o tema e realizar seminários, palestras e debates semestrais nas unidades de ensino sobre o tema, com a participação de alunos, servidores, pais e comunidade escolar.

A proposta de Lei também trata que nos casos em que o ato de violência chegue a ocorrer, o gestor imediato, ao tomar conhecimento do fato, acionará imediatamente a Polícia Militar ou Guarda Civil Municipal e dará todo suporte ao agredido.

LEIA TAMBÉM  ARGRANO inaugura estrutura com 50.000 m² no Noroeste de Minas Gerais para armazenagem e beneficiamento de grãos

A motivação para propor o Projeto, segundo o próprio autor, foi devido a uma pesquisa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), realizada em 34 países e com mais de 100 mil profissionais da educação, que classificou o Brasil como líder do ranking de violência nas unidades de ensino.

Ainda segundo a pesquisa, no Brasil, 12,5% dos profissionais afirmaram sofrer agressões verbais ou intimidações por parte dos alunos pelo menos uma vez por semana. Bem acima da média mundial que foi de 3,4%.

Caso o Projeto de Lei seja aprovado, ele ainda precisará de sanção do Prefeito para virar lei em Aparecida de Goiânia.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS