GOIÂNIA

Cata-Treco atende três mil ordens de serviços e recolhe oito mil objetos

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

 

Por conta da pandemia de covid-19, serviço foi alterado. Veja como solicitar a retirada de móveis e eletrodomésticos_

Em três meses, o serviço de Cata-Treco, realizado pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Companhia de Urbanização (Comurg), recolheu cerca de oito mil objetos, entre móveis e eletrodomésticos. A coleta de bens domésticos esteve suspensa até meados de novembro devido à pandemia da Covid-19, mas já funciona com algumas alterações.

O serviço acontece simultaneamente em todas as regiões de Goiânia, nos turnos diurno e noturno, e é gratuito e agendado. Desde o retorno das atividades, o cidadão deve cadastrar seus dados e colocar o objeto na calçada no dia e horário determinado no agendamento. A alteração foi necessária por precaução com a saúde dos funcionários e também da população em geral. Assim, os agentes de limpeza não irão entrar nas residências.

O presidente da Comurg, Aristóteles de Paula, explica que as solicitações podem ser feitas por meio dos canais de comunicação da Companhia e pelo aplicativo Prefeitura24horas. Após ligação do solicitante, a coleta é feita em até 20 dias.

LEIA TAMBÉM  Deputada Alê Silva tem projeto e relatoria aprovado na Comissão de Finanças e Tributação

Aristóteles pede à população para não descartar objetos nas calçadas sem o cadastro. Segundo ele, uma força-tarefa está em andamento para zerar toda a demanda. “Os objetos recolhidos são encaminhados para as cooperativas cadastradas no Programa Goiânia Coleta Seletiva. O descarte irregular, além de prejudicar os cooperados, polui a cidade”.

Para fazer o cadastro, basta ligar no número (62) 3524-8555 ou mandar mensagem pelo WhatsApp no (62) 98596-8555 e por meio do aplicativo Prefeitura 24 horas, disponível para download nas lojas Google Play e App Store. Feito isso, um funcionário da Companhia entrará em contato para fazer o agendamento.

Hacksa Oliveira, da editoria de Urbanização

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS