GOIÂNIA

Paciente de Covid-19 se recupera após 56 dias intubado

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Familiares, amigos e equipe comemoram alta médica de Francisco Xavier da Cruz, de 63 anos, da unidade do Governo de Goiás em Formosa, no Entorno do DF.

A pandemia do coronavírus trouxe lições que transcenderam o raciocínio lógico da nossa sociedade. O que a medicina descobriu nos últimos meses acerca do contágio, das precauções e do tratamento, foram essenciais para salvar milhares de vidas. Médicos, enfermeiros, psicólogos, técnicos e outros profissionais unem seus esforços para curar, amenizar a dor e trazer conforto aos pacientes acometidos pela Covid-19.

Uma dessas equipes faz parte do quadro de colaboradores do Hospital Regional de Formosa (HRF) que participou ativamente da recuperação e alta do paciente Francisco Xavier da Cruz, de 63 anos.

O morador de Formosa foi internado na unidade do Governo de Goiás no Entorno do Distrito Federal no dia 11 de setembro, após diagnóstico positivo para Covid-19. Três dias depois, o quadro se agravou e o paciente apresentou febre, tosse, falta de ar e foi intubado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

LEIA TAMBÉM  Coccidiose prejudica o ganho de peso das aves e o resultado econômico na avicultura de corte

O acolhimento e a dedicação incansável da enfermeira do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) Jéssica Santos e do assistente social Giliard Barbosa de Jesus fizeram toda a diferença para a tomada de decisão da família em manter o paciente internado no HRF e acreditar na recuperação. “Eu estava bem preocupada, e eles conversaram comigo e com os outros familiares. Eles pediram para que confiássemos no trabalho do hospital, e foi a melhor coisa que fizemos”, declarou Bruna Xavier, filha de Francisco.

Aplausos e balões

Após 56 dias de internação na UTI da Ala Covid-19, Francisco teve alta. Na quinta-feira, 5, o paciente deixou o HRF, curado, sob aplausos e balões dos profissionais que cuidaram dele. Na parte externa do hospital, familiares e amigos prepararam uma linda recepção, com direito a carro de som, lágrimas e muitos agradecimentos.

“Queria falar para as famílias que estão passando por essa situação que acreditem e tenham fé. Acreditem nos médicos que Deus capacitou para cuidar dos nossos familiares”, destacou Kátia Abadia da Silva, sobrinha de Francisco.

LEIA TAMBÉM  Plataforma de pecuária leiteira apoia produtores a superar desafios da atividade de forma sustentável e lucrativa

Carol Castro (texto e foto)/Imed

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS